Redes Social

Prefeitura de Vitória oferece estágio para o inferno


Deu o carai em Vitória! Em especial em alguns (ou todos?) ônibus, também conhecido como autocarro, machimbombo (Angola e Moçambique),toca-toca e otocarro” (Guiné Bissau), busão (República sudestina do Brasil), e oinbu (forma correta) que levam as cabeças que no futuro poderão ter seus nomes nas primeiras páginas dos jornais e revistas, cientificas ou policiais, não importa... o que vale é que estarão levando consigo o nome da Cidade de Osman Lins e Mariana Amália, Vitória de Santo Antão.

Você já esteve no inferno? Não? Quer fazer estágio antes de ir habitá-lo? É fácil e simples! Basta entrar em um dos ônibus que levam e trazem os universitários que são vitorienses, mas que estudam em Recife - para os menos afortunados, Recife é a capital do Estado de Pernambuco -, e relaxar...    Para um melhor conforto, você terá 99,9 % de ir em pé, afinal você é um bípede. Os bípedes, como você, são  animais terrestres, e também extraterrestres, que se deslocam normalmente na posição vertical, assentando no solo apenas as extremidades inferiores. 

O bom de quem vai em pé é que pode ir sentindo um odor muito agradável, ou seja, o cheiro que exala dos poros dos suvacos dos companheiros do lado. Suvaco, para os menos afortunados cognitivamente é conhecido popularmente como axila, que é a parte do corpo imediatamente oposta à parte exterior do ombro. O suvaco ou axila, é um espaço cheio de gordura, a forma de um cone truncado, situada entre a parede torácica e lateral do braço. No seu ápice, é delimitada pela borda superior da escápula, a fronteira externa da primeira costela e do terço médio da clavícula e é através deste que as estruturas passam a partir do triângulo posterior do pescoço ao membro superior. A base da axila é formada pela pele e tecido subcutâneo.

Deixando o suvaco ou axila de lado e voltando para os autoveículos de grande porte destinados a passageiros, os mesmos possuem em média 50 poltronas (des)confortáveis, porém não são suficientes, uma vez que sobem mais que o dobro de animais, aliás, pessoas. 

E por que isso acontece, carai? Porque, a prefeitura esqueceu que a quantidade de animais, ops!, pessoas aumentam, assim que os anos passam. E que com isso, deveria comprar mais ônibus... Os únicos que ainda se rastejam, são os mesmos adquiridos na gestão de Zé do Polvo(?), e mais um alugado nessa na atual gestão. Este, por sua vez de primeiro andar (oia!), porém só leva estudantes no compartimento superior, ou seja, merda por merda... não tem diferença nenhuma. 

Como podemos perceber, a inteligência daqueles que fazem parte da prefeitura vai além do que nossa vã filosofia pode imaginar. Eles preferem alugar um “busão (de primeiro andar), pagando uma merreca de mais de 40 mil reais mensais” ao compra um ou mais de um, de modelo mais simples.

Reflexão sugerida por uma leitora e filosofa encaraiada.
Informações complementares da Enciclopédia Livre Online (Wikipédia)
Imagens: Google Imagens

2 comentários:

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico