Redes Social

VIVA A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA!




Hoje (15/11), comemora-se o dia da proclamação da República no Brasil, por isso é feriado. Conforme as estatísticas, centenas de pessoas morrerão nas estradas brasileiras, por imprudência, imperícia ou má conservação das mesmas. Morrem duzentas pessoas por dia, nas nossas estradas; com o feriado, o número aumenta. Somos a oitava potência econômica do mundo, mas estamos em 84º lugar em índice de desenvolvimento humano, por causa da baixa escolarização, da expectativa de vida, da má distribuição de renda e do acesso aos serviços de saúde.

Os índices de homicídio de mulheres, de gays e de jovens marginalizados estão entre os maiores do mundo. Que República é essa!? Nélida Piñon escreveu um belo romance, intitulado "República dos Sonhos", narrando a trajetória dos seus avós galegos que emigraram para o Brasil, buscando aqui a terra sonhada, o mesmo sonho dos nossos antepassados italianos, portugueses, alemães, libaneses, vindos para cá. Não sei se acharam, mas nós, seus descendentes, ainda estamos buscando.

E para você que pensa que a Proclamação da República aconteceu porque os barões do café eram os mesmos indivíduos que faziam parte do movimento republicano, estavam putos com a Lei Áurea, saiba  que ela foi um levante político-militar ocorrido em 15 de novembro de 1889 que instaurou a forma republicana federativa presidencialista de governo no Brasil, derrubando a monarquia constitucional parlamentarista do Império do Brasil e, por conseguinte, pondo fim à soberania do Imperador Dom Pedro II. Foi, então, proclamada a República dos Estados Unidos do Brasil.

A proclamação ocorreu na Praça da Aclamação (atual Praça da República), na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, quando um grupo de militares do exército brasileiro, liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca, destituiu o imperador e assumiu o poder no país.

Foi instituído, naquele mesmo dia 15, um governo provisório republicano. Faziam parte, desse governo, organizado na noite de 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da república e chefe do Governo Provisório; o marechal Floriano Peixoto como vice-presidente; como ministros, Benjamin Constant Botelho de Magalhães, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales,Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk, todos membros regulares da maçonaria brasileira.

Blog Deu o Carai em Vitória
Informações complementares: Gazeta online, Wikipédia e Desciclopédia

Um comentário:

  1. Pelo menos esta tal de proclamação da república serviu para alguma coisa, nos dar um dia de folga. Se foi proclamada por membros da maçonaria devia haver muita avareza no negócio. Aqui na política seus membros vão de vento em polpa.

    ResponderExcluir

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico