Redes Social

A batalha das Tabocas começou agora

Só fazendo uma relação entre a Batalha das Tabocas, esse episódio tão importante para o nosso município, com a nossa atual política. Deixando claro que se não fosse essa humilde batalha gloriosa, Vitória não teria o mínimo registro histórico nos anais da Nação brasileira. 

Dizem que se os holandeses tivessem ganhado as Batalhas e permanecidos no território pernambucano as coisas estariam melhores. Será? Essa é uma questão que “nunca será, jamais será” respondida. Contudo, pior não ficaria, só é observar o que os holandeses fizeram em Recife. Boa parte do que se observa de positivo no centro da capital, veio dos holandeses. 

Penso que a frustração de não ter sido colonizado pelos homens dos Países Baixos, leva à desorganização e a perca de importância da data (da batalha) pelos cidadãos e governantes de Vitória de Santo Antão. E a distração com a nossa história, leva a pensarmos que saímos vitoriosos. 

Vencer não é fazer com que o outro perca é sim construir um bem comum a partir do que foi conquistado, (a) Vitória não é só uma conquista em si, mas sim a construção (constante e crescente) de algo grandioso.

Nesse sentido, Vitória de Santo Antão faz jus ao nome, com os nosso Ex-governante e atual governante? Só quem realmente construiu algo para um bem comum é realmente digno de ser mais uma vez nosso Prefeito?

Dos holandeses devemos herdar o espírito modernizante e guerreiro, dos portugueses devemos deixar de lado o estereótipo da burrice (sendo no momento politicamente incorreto), dos índios devemos pegar o espírito da proteção e dos negros a força e resistência.  

Essa é uma boa receita para produzir um vitoriense digno. Mas no sentido mais moderno, só se vota em quem construiu algo útil e permanente, só se vota em quem têm histórico positivo, em quem vai governar com a própria cara, quem vai por a garganta na espada (não necessariamente nessa ordem) como fizeram ambos os lados na tão aclamada Batalha das Tabacas TabOcas.   
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico