Redes Social

Redenção e o CSU - Centro Social dos Usuários (de Cannabis sativa)

(*) Moradora do Bairro de Redenção escreve ao Blog sugerindo reflexão sobre o antigo Centro Social Urbano da comunidade.

Praça de Redenção

Redenção,  que além de ser um município do Ceará, cujo foi o primeiro a libertar todos os seus escravos,    é  um Bairro do município de Vitória de Santo Antão, zona da mata pernambucana, que se destaca como sendo um dos maiores incentivadores ao consumo de etanol da cidade. Isto porque,  tem o único bar do município com autorização judicial para funcionar sem hora preestabelecida pela Lei-Seca(?). Desta forma, o bairro “bomba” nas madrugadas dos fins de semana, feriados e quase todos os dias.

Outro símbolo que caracteriza a comunidade é a sua imponente caixa d’água, que há algum século atrás abastecia as casas dos moradores, mas na contemporaneidade nem água da Compesa chega às pessoas que lá residem.  Inclusive, Redenção é um dos Bairros que foi contemplado com o projeto experimental  evolucionista da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que pretende formar os primeiros seres humanos que poderão sobreviver sem a utilização de água (H2O). 



Em Redenção, localiza-se o CSU – Centro Social dos Usários (de Cannibis sativa). Situado na região nobre do Bairro, cujo dispõe de um campo futebolístico  e uma bela “vargem” (várzea). Esta última exala um adorável odor proveniente do esgoto (muito bem tratado) que abastece o local, bem como exerce um primordial papel na cadeia alimentar de animais e insetos, como, ratos, cobras, mosquitos, baratas, escorpiões, etc.



Vista parcial do C.S.U
Vista parcial do C.S.U
 Para os menos afortunados cognitivamente, Cannibis sativa, que também é conhecida cientificamente como maconha, teco, parada, baseado, manga rosa, capim, verdinha, bagulho, etc., é uma planta herbácea da família das Canabiaceas (Cannabaceae), amplamente cultivada em muitas partes do mundo. As folhas são finamente recortadas em segmentos lineares; as flores, unissexuais e inconspícuas, têm pêlos granulosos que, nas femininas, segregam uma resina; o caule possui fibras industrialmente importantes, conhecidas como cânhamo; e a resina tem propriedades psicoativas bem documentadas podendo atuar como analgésico, anódino, antiemético, antiespasmódico, calmante do sistema nervoso, embriagador, estomático, narcótico, sedativo, tônico. 


Imgem ilustrativa

No entanto, nem sempre foi assim. Há aguns milênios atrás o CSU se chamava Centro Social Urbano, no qual desempenhava um importante(?) papel na educação e formação dos jovens do Bairro e comunidades adjacentes, oferecendo cursos profissionalizantes como por exemplo,  cabeleireiro, culinária, artesanato, artes marciais,  e etc. Porém, os poderes, municipal e estadual, julgaram necessário acabar com a proposta e fortalecer o acesso dos jovens ao consumo, não só do “bagulho”, como também das “pedas” de crack.  E assim, o CSU transformou-se em referencia na distribuição e utilização da velha e boa Cannibis sativa, e da não tão menos importante “peda”.

O prédio do CSU, que pela sua conservação física, será tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), está tão bem conservado que  o lobo-mau do conto dos três porquinhos, caso passasse por perto  não  precisaria inflar seus pulmões para  que o casarão  desabasse.  No entanto, como nenhuma providência está sendo tomada, as crianças durante o dia podem continuar desenvolvendo suas atividades lúdicas no local, pois o mesmo, até o momento, não oferece riscos para a vida. 

Vista parcial do C.S.U

Vale ressaltar que além de abrigar os usuários, o Centro  oferece hospedagem para animais “cagões” e pessoas desassistidas pelo poder público.

============================================
============================================


Informações complementares: Wikipédia e Deciclopédia
Imagens:Comunidade do Orkut (Vitória de Sto Antão), internauta que prefere o anonimato  e Google Imagens.
(*) A moradora prefere o anonimato.

3 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Superação total!!!

    kkkkkkkkkkkk

    Parabens!!!!

    Virei fã do Blog com essa postagem

    >> Léo

    ResponderExcluir
  2. Um pouco de Tribo de Jah, pra relaxar:

    "Babilônia em Chamas!
    Chamas da destruição
    [..]
    Todos têm suas verdades
    Todos têm suas mentiras
    Os sábios da iniqüidade
    Não temem as chamas da ira
    Da ira de Jah!
    (Jah! uh! uh! uh!)
    Da ira de Jah!
    (Jah! uh! uh! uh!)
    Ninguém se lembra de Jah....

    [..]

    Olhe pr'os guetos
    E veja a escravidão
    As vítimas da pátria
    Filhos da opressão
    Vivendo, sofrendo, morrendo
    Vivendo, sofrendo, morrendo
    Prá alimentar
    Os donos da situação
    Quem são?
    Os donos do poder!
    O cérebro do sistema
    Hum!
    Donos da situação..."

    >Tribo de Jah - Babilonia em Chamas

    ResponderExcluir
  3. Pois é... Além de uma bela praça, ausência de buracos, iluminação e segurança, o nosso querido bairro também tem o "CSU". Bem lembrado, hein?!
    Aliás, honra não só de Redenção. Em outros lugares da cidade o uso do "bagulho" dispensa qualquer "Centro Social".
    Vitória pede "Help"!!!
    Excelente postagem!

    ResponderExcluir

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico