Redes Social

Borborema – Um exemplo de acessibilidade aos deficientes físicos

Empresa de ônibus além de respeitar os deficientes físicos com suas catracas, põe adesivo de acessibilidade em seus veículos e testa a inteligência deles, e de todos.

                                                                                                  
Fundada na década de 50 pelo Sr. Arthur Bruno Schwambach que ainda hoje é o Diretor Presidente. A Borborema-Imperial Transportes possui uma frota de 420 veículos transportando por dia útil 300.000 passageiros em 52 linhas do Sistema Grande Recife Consórcio de Transporte.

Oferecer mais de uma opção ao transporte individual é uma política adotada pela empresa para melhorar a mobilidade urbana.

A Borborema é a única Empresa do Sistema GRCT a oferecer um serviço de transporte diferenciado:
O Opcional com Ar-condicionado e Poltronas reclináveis em 25 veículos nas linhas Candeias e Aeroporto atendendo de forma diferenciada seus clientes na zona sul do Recife e em Jaboatão, incentivando o uso do transporte coletivo em substituição ao transporte individual.

A atuação da Borborema está dividida em duas áreas no eixo norte-sul com o setor Boa Viagem, no eixo oeste-Centro com o setor Curado e com linhas alimentadoras e perimetrais do Sistema SEI, disponibilizando ainda opcionais abrangendo os municípios de Recife, Jaboatão, Olinda e Moreno.

A empresa também disponibiliza linhas para o interior do estado, como as cidades de Bonito, São Joaquim do Monte, Barra de Guabiraba e Vitória de Santo Antão. Nesta última cidade, a empresa conta com um escritório regional, do qual oferece transporte para cidades que fazem parte da microrregião de Vitória, como, Escada, Pombos, Moreno, Glória do Goitá,  Limoeiro e Chã de Alegria. Cidades que, juntas, têm uma população estimada em mais de 200 mil habitantes e, entre esses, existem os deficientes físicos. 

Aos deficientes físicos, que para nós também são seres humanos, mas que para a Borborema são seres bem mais superiores, a empresa oferece uma verdadeira, digna e respeitosa, acessibilidade. Para os menos afortunados cognitivamente, acessibilidade, segundo o Decreto nº 5.296 de 2 de dezembro de 2004, está relacionada em fornecer condição para utilização, com segurança e autonomia, total ou assistida, dos espaços, mobiliários e equipamentos urbanos, das edificações, dos serviços de transporte e dos dispositivos, sistemas e meios de comunicação e informação, por pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida.  

No mesmo documento, barreiras são definidas como qualquer entrave ou obstáculo que limite ou impeça o acesso, a liberdade de movimento, a circulação com segurança e a possibilidade de as pessoas se comunicarem ou terem acesso à informação. 

A Borborema, no entanto, é especialista em favorecer o acesso de deficientes à seus veículos, no qual os ônibus são equipados com duas catracas, sendo uma na frente e outra atrás. Ou seja, se uma dessas pessoas, que também são humanas, quiser adentrar no ônibus, provavelmente terão que fazer algumas transfigurações; ou para minhocas (para se arrastarem) ou para algum outro ser que *pule (?) ou *voe (?)... Simples assim, sem nenhum constrangimento.

Mas, enfim, o que deixou os escribas do Blog encaraiados, é que, de fato alguns ônibus possuem o carai do adesivo que identifica o veículo como apto a transportar pessoas com deficiências.


(Ham?)

Será que a Borborema, além de respeitar, está querendo subestimar a inteligência da população?
Eis a questão!

Blog Deu o Carai em Vitória
Informações complementares: Portal do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Mato Grosso do Sul; e, Portal Urbana-PE.
Imagens: Google imagens

3 comentários:

  1. Isso tudo porque ela dententora do monópolio do transorte público da região. Se houvesse outra empresa concorrente, tenho certeza que as coisas seriam diferentes.

    Lamantável!

    ResponderExcluir
  2. a catraca acróbatica!parabéns borborema(ironia)rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. O__o :'(

    Sem mais comentários!!!

    ResponderExcluir

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico