Redes Social

EDUCAÇÃO E CULTURA - "O Mercado da Farinha"


Mercado da Farinha - Foto: Os Confundidos


Mais uma construção histórica de Vitória de Santo Antão que vem sendo bastante conservada pelas gestões que passaram e que está passando pela prefeitura municipal e  que está sendo prestigiada pela população há décadas é o famoso Mercado da Farinha, que de farinha não tem nada, a não ser o famoso e conhecido dos usuários: “pó.”  – Durante as madrugadas festivas.

Para os menos afortunados cognitivamente e culturalmente, o Mercado da Farinha data sua construção no ano de 1913, ou seja, já tem 98 anos de idade e, assim como todo velhinho, deveria merecer respeito. Este edifício possui características idênticas ao do Açougue Municipal, com arcos no seu interior, porém os casarões que poderiam ser centros artísticos e culturais, servindo de atrativos turísticos, estão abandonados há décadas. Hoje se encontra arrodeado por barracas que comprometem sua fachada exterior e interior.

Sem desmerecer, uma barraca tem muitas utilidades, como servir de moradia (para os mendigos e alguns pobres), acampamento (para um casal de classe média), para cobrir o carro e o sofá (apenas para os mais ricos) ou, como é o caso, para vender produtos supostamente do “Paraguai.” Apesar de ser conhecida por alojar as pessoas em acampamentos hippies ou em uma festa “emo,” ela também tem um uso que apenas a pirralhada e a galera de bases militares conhecem, usada em brincadeiras "super divertidas."

E assim como já foi dito em outras reflexões, cultura em Vitória de Santo Antão, é apenas uma coisa para os “emos”, como também pegajosa, nojenta e que começa com CU.



Informações complementares: Wikipédia e Desciclopédia
Imagem: Comunidade do Orkut: Vitória de Santo Antão, por Os Confundidos.

2 comentários:

  1. Vitória nunca ouviu falar de planejamento urbano, estudo de uso e ocupação do solo e plano diretor.
    É uma cidade na qual os gestores desconhecem ou simplesmente não fazem usualidade da legislação vigente, pesquisas cientificas ou requisitos técnicos/normativos.
    É um município aonde gestores fazem uso único e exclusivo do Poder como pré-requisito durante o processo de tomada de decisão.
    Coisas que só vemos em Vitória: Construção de alvenaria em via pública e tampando acesso de patrimônio histórico; privatização da praça (praça próxima a FACOL foi parcialmente gradeada por proprietário de um bar); Todas as ruas esburacadas; reforma eterna da principal praça da cidade; calçadas inutilizáveis por estarem sendo ocupadas por comerciantes de lanches e DVD’s piratas; entre outras que prefiro nem comentar.

    ResponderExcluir
  2. Vitória creio é a única cidade do mundo que as praças são todas tomadas por bares, quase todas elas, uma pouca vergonha com o patrimônio público as calçadas são quase sempre ocupadas por particulares, as construções ocupam as calçadas. quase não temos calçadas. falta governo.

    ResponderExcluir

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico