Redes Social

Aí mano, isso é um assalto!

Estudantes e moradores que trafegam pelo Bairro do Livramento denunciam ao Blog a falta de segurança na região.


Estudantes e moradores do Bairro do Livramento e adjacências, em Vitória de Santo Antão, estão sendo contemplados com constantes assaltos naquela região, principalmente próximo à Prefeitura. O bom é que os furtos acontecem a qualquer hora do dia ou da noite.

Assalto é um ato de fazer desaparecer, ou seja, desaparecer pertences, normalmente dinheiro e celulares, de um lugar e estes mesmos aparecerem misteriosamente em outro lugar. O destino é normalmente o bolso, ou em alguns casos na cueca do assaltante.  O Roubo que também é uma forma de assalto, é o ato de subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência. No Brasil, a pena prevista para este crime é de reclusão, de quatro a dez anos, e multa (art. 157, caput, do Código Penal).

O roubo é a principal forma de se enriquecer, é uma filosofia simples de como crescer sem se desgastar com trabalho, estudo ou qualquer outra tarefa dispendiosa e inútil. “Porque irei gastar meu tempo construindo algo se posso me apoderar do que já está construído. Se posso pegar aquilo que já está em pé e consolidado, pra que consolidar algo?”

A Polícia, que deveria coibir esses atos, é o órgão responsável pela segurança da sociedade, mas que só consegue correr atrás de maconheiro. São reconhecidos por acharem prazer em xingar outrem de vagabundo, distribuir tapas em quem está em "atitude suspeita", como os universitários, fãs de reggae e os “manos da quebrada.”

No Brasil a materialização do assalto foi projetada por Oscar Niemeyer em 1960 e dez anos depois foi fundada, Brasília. Tão boa quanto a versão do carro com este nome, a cidade tem a maior média de assaltos por minuto no Brasil, perdendo apenas para... não, não perde pra ninguém.  Lá existem diversas técnicas de assalto projetadas e desenvolvidas durante anos de experiência política. Dentre estas técnicas podemos destacar a patrimonious-privatization-tucanion, underwear-money-transport e big-mesada-petistus.

Todas estas técnicas têm seus nomes com uma etnologia inglês-latino-tupiniquim para que a população não entenda a codificação, nem como e quando estas serão aplicadas.


Informações complementares: Wikipédia e Desciclopédia
Charge: Google imagens

Um comentário:

  1. Deu o Carai!!
    O que é que vocês fizeram com o template do blog? Quem teve essa ideia? eu gostava do jeitinho anterior =/
    Hum, cara nova!
    Sucesso sempre!

    Depois passo meu endereço para receber O Mundo de Sofia de presente ;)

    ResponderExcluir

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico