Redes Social

Moradores do Caic refletem sobre o Bairro

Moradores do Bairro do Caic não aguentam mais cantar: (*) Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava, eu mandava ladrilhar com pedrinhas com pedrinhas de brilhante só pra ver, só pra ver, meu bem passar.


Entre a infinidade de bairros que a cidade de Vitória de Santo Antão, zona da mata sul de Pernambuco, existe um  em que os moradores já  não sabem à quem apelar, acerca da situação das ruas que estão “excelentemente pavimentadas”. Esse bairro é o Caic. Para quem não sabe a localização dessa comunidade, a mesma fica situada ao lado do Bairro de Água Branca. Portanto, afastada do centro da cidade e dos olhos partidários, a não ser em época de eleições.

Aos menos afortunados cognitivamente, pavimento (também conhecido pelo termo menos técnico e menos exato chão) do latim pavimentu designa em arquitetura a base horizontal de uma determinada construção (ou as diferentes bases de cada andar de um edifício) que serve de apoio a pessoas, animais ou qualquer peça de mobiliário. Existem revestimentos para os pavimentos em ambientes internos e externos. Um pavimento pode ter diversos tipos de revestimento (madeira, cerâmica, pedras naturais, pisos elevados, Pavimento Flutuante, etc). Ou seja, é a camada constituída por um ou mais materiais que se coloca sobre o terreno natural ou terraplenado, para aumentar sua resistência e servir para a circulação de pessoas ou veículos. Entre os materiais utilizados na pavimentação urbana, industrial ou rodoviária estão os solos com maior capacidade de suporte, os materiais rochosos, como pedras britadas ou calçamento, o concreto de cimento Portland e o concreto asfáltico. Uma das primeiras formas de pavimentação foi a calçada romana, construída em várias camadas. Esta grande obra de engenharia permitiu a que vários troços ou trechos tenham resistido durante séculos e se encontrem ainda hoje.

De acordo com e-mail enviado ao Blog por uma moradora, O Bairro do Caic tem mais de dez anos de existência, e bairros mais novos em Vitória já estão calçados. O melhor é que, de acordo com informações apuradas, todas as ruas do Bairro consta na prefeitura como pavimentadas. Porém, a única rua “calçada com paralelepípedo” é a que passa enfrente ao colégio, entre aspas porque a mesma rua tem mais crateras do que o terreno lunar. A comunidade não tem saneamento básico, não chega correspondência, quando chove é uma lama do carai, quando o dia está ensolarado é uma poeira do carai também, e o consumo de drogas é alucinante. 


Imagem ilustrativa, mas que reflete a realidade.

Lembrando que Paralelepípedo ou bloco retangular é a designação dada a um prisma, no caso as pedras que calçam as ruas, cujas faces são paralelogramos. Um paralelepípedo tem seis faces, sendo que duas são idênticas e paralelas entre si. Os paralelepípedos podem ser retos ou oblíquos, consoante as suas faces laterais sejam perpendiculares ou não à base.
Agora imaginem, se a única rua calçada parece uma tábua de pirulito, como será que são as que não têm uma gota de cimento? 

A inquietação que a moradora deixa como filosofia de vida é: “Onde foi parar o a verba do restante do calçamento? Por que só aqui em Vitoria não vem uma fiscalização pra acabar com essa zorra?”

Vale ressaltar que esse “problema” não se restringe apenas ao bairro do Caic. Podemos dizer que a maioria (para não dizer todos) das ruas estão nas mesmas ou piores condições. Acreditamos que em breve a locomoção na cidade de Vitória de Santo Antão terá que ser feita com auxílio de tratores, e no futuro... só d(D)eus sabe.

 ============================================
============================================
Informações complementares: Wikipédia,e moradora que prefere o anonimato.
Imagens: Google imagens, com montagem do Blog Deu o Carai em Vitória
(*)Se essa rua fosse minha- Cantiga popular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião é como cheque: todo mundo pode emitir, mas não necessariamente vale alguma coisa. Respeito é bom e todo mundo gosta.

 

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA

OUTROS BLOG'S DE VITÓRIA
Revista Fragmentos

Travessia Mata Centro

Escola Virtual

Ven1

Dieguinho Gravações

Marcelo de Marco

Amor por Clássico